quarta-feira, 21 de setembro de 2011

21/09 - Encontro com Ilan Brenman

Começamos a manhã de hoje muito, mas muito bem, num encontro da turma do 4°B com o escritor Ilan Brenman.
Vai ser muito difícil fazer este relato, pois não é possível compartilhar, apenas por meio das palavras, o quanto este encontro foi especial.
Ilan começou contando uma história chamada O segredo do rei. É simplesmente uma delícia ouvi-lo contando histórias! Seu jeito de contar nos envolve de tal forma, que nos sentimos transportados para o lugar onde a história está acontecendo.
Os alunos já tinham lido vários livros dele, entre eles O Livro da Com-fusão e O Livro da Com-fusão - Brasil e ele nos apresentou o terceiro desta série: O livro da Com-fusão - Contos de Fadas. Os alunos interagiram tentando antecipar no que resultava cada fusão de dois personagens diferentes.


Depois conhecemos também a história de dois outros livros que ainda não conhecíamos: Papai é meu! e Mãenhê! Leituras que indicamos a você!


Passamos para as perguntas dos alunos. Diria que esse momento foi precioso! Vou tentar sintetizá-lo nas próximas linhas:

Ilan é escritor desde 1997, portanto há 14 anos e tem mais de 40 livros publicados.
O Pó do Crescimento foi seu primeiro livro. Agora, cada uma destas histórias está virando um livro, numa nova publicação.


Contou para os alunos de onde vieram as ideias das histórias que publicou. Para Ilan, as histórias surgem a partir de três caminhos: de fatos do dia-a-dia, relacionados a sua vida, de ideias que surge na cabeça e não tem a ver com algo cotidiano e do trabalho de pesquisa e reconto. No trabalho de escrita das "14 Pérolas...", por exemplo, Ilan lê cem histórias daquela região ou tradição e seleciona as 14 melhores para recontar no livro.
Escrever foi uma forma que Ilan encontrou de compartilhar as histórias que gosta com muitas pessoas de diferentes lugares, ampliando o alcance do que faz ao contar histórias oralmente.
A primeira vez que contou uma história foi aos 18 anos para três crianças que lhe pediram, numa escola, e a partir daí não parou mais. Quando criança Ilan ficava horas brincando sozinho e contando histórias para ele mesmo e isso o preparou para mais tarde contá-las a outras pessoas.
Mais tarde, ele começou a registrar essas histórias num caderno e assim começou a surgir o Ilan escritor. Sua relação com o livro está ligada aos seus pais, Ilan teve em sua infância muito contato com os livros através deles. Mas a iniciativa de se tornar escritor foi dele mesmo, não houve alguém que o incentivou a fazê-lo.
Ainda hoje Ilan é um excelente leitor, e sempre que sente que estão faltando ideias para continuar escrevendo, pára de escrever e vai se alimentar através de leituras. Pelo que nos contou, ele é um leitor voraz! Segundo Ilan, e nós concordamos, a leitura é uma coisa fantástica!
Os alunos mostraram para o ele O livro fedorento das princesas, com as histórias produzidas por eles a partir de ideias que tiveram após a leitura do livro Até as princesas soltam pum. E fizeram sugestões de temas e ideias que acham interessantes para o Ilan criar histórias.


Uma aluna também perguntou se tinha alguma história que Ilan criou e que ficou tão apegado a ela que não quis publicar. Essa pergunta foi bem interessante e ele nos contou que sim, que tem uma história que gosta muito e que até agora não quis publicá-la, provavelmente devido a uma ligação de apego que tem com ela.
Além dos livros para crianças, ele tem um livro destinado aos adolescentes chamado Hermes, o motoboy e dois destinados ao público adulto que são sua dissertação de mestrado e tese de doutorado que foram transformadas em livro.
Ilan nos contou ainda que gosta de trabalhar em parceria com os ilustradores, acompanhando e participando de todo o processo. Ele tem a preocupação de que o livro chegue às nossas mãos com a melhor qualidade possivel.
Sua família o ajuda a analisar criticamente aquilo que produz, tanto sua esposa quanto suas duas filhas que têm 4 e 7 anos. As pequenas já sabem o que é bom e o que não é, e como disse o Márcio são as juradas do trabalho do Ilan. Para ele as opiniões delas são importantíssimas e indispensáveis.

Tenho certeza de que o encantamento deste encontro ficará para sempre em nossas memórias. Nosso muito obrigado, Ilan!

6 comentários:

  1. O encontro entre o escritor Ilan Brenman e os alunos do 4ºB foi mesmo demais! Todos nos deliciamos ao ouvirmos as histórias contadas por ele que sabe dar a elas um caráter todo especial. Os alunos enriqueceram muito esse encontro com perguntas excelentes que favoreceram um diálogo prazeroso, gerando uma rica discussão. Tenho a certeza de que esse encontro ficará marcado na memória de todos nós.
    Muito obrigada, Ilan!
    Professora Sônia Regina

    ResponderExcluir
  2. Foi super engraçado conversar com o Ilan Breman
    ele é super humorado,engraçado e divertido


    Beatriz e Breno 4B

    ResponderExcluir
  3. Isabela Kimberly e Suelling28 de setembro de 2011 07:39

    Professora Daniela
    Foi muito legal o encontro com o Ilan. O teatro o macaco e a velha foi muito engra;ado.

    ResponderExcluir
  4. O encontro com o Ila foi muito legal. Ele mostrou os segredos do livro que ele nem lancou ainda.

    ResponderExcluir
  5. Meu encontro com o Ilan foi muito legal. Gostei dos livros dele, gostei dele e espero que venha aqui mais vezes.

    Felipe 4B

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei o encontro com o Ilan. Ele é muito legal, eu adorei as histórias que ele contou pra gente do 4° ano B. Adorei quando a professora falou que ia buscar o escritor Ilan Brenman. Eu não acreditei que ele tava lá. Foi muito legal! ass: Geovana 4°B

    ResponderExcluir