quarta-feira, 14 de setembro de 2011

14/09 - Encontro com Cláudio Fragata

Cláudio começou o papo com as crianças falando de algo que amamos: o livro!
Trouxe vários livros para nos mostrar, todos encantadores! Alguns grandes, outros pequenos, novos, antigos, grossos, em formato pop-up, um deles vinha até acompanhado de uma marionete. Tudo isso para que pudéssemos compartilhar como é bom ler um livro, seja ele em que formato for.


E falando desse assunto, assistimos a um vídeo de um livro muito bacana. Este aqui:

video

Depois desse início mais que delicioso, as crianças fizeram perguntas. Em respostas a elas, Cláudio nos contou que gosta de livros desde pequeno, nas lembranças que tem em sua memória estava sempre rodeado de livros. Tinha um irmão mais velho que lia algumas histórias para ele, mas esse irmão não tinha muita paciência e inventava alguns trechos da história para terminar mais rápido, e isso fez com que Cláudio quisesse aprender a ler logo.
Antes de aprender a escrever, Cláudio fazia seus rabiscos no papel, registrando suas histórias e entregava para os adultos lerem, mas como eles não entendiam o que estava escrito, ele pensava: "Coitados, eles não sabem ler".

Comentou conosco que através do livro a gente descobre coisas de outros lugares do mundo, de pessoas diferentes da gente, mas que ao conhecê-las também decobrimos que temos muitas semelhanças com elas.
Nosso aluno Felipe, perguntou já afirmando: "Ler é bom desde pequeno, né?". Ler é bom para todo mundo, e para quem quer ser escritor é fundamental, completou Cláudio.
Hebert comentou sobre o livro que leu este ano, seu primeiro livro de 300 páginas. E Isabella emendou: "Meu pai lê tanto, que lê em um dia um livro grossão".
Luciana perguntou para o Cláudio como ele achava que seriam nossas vidas se não tivéssemos os livros. E a resposta foi: Uma escuridão! Os livros além de nos divertir, trazem muita informação. E eu completaria dizendo que muita sabedoria também.
Cláudio deu algumas dicas muito importantes para as crianças sobre o processo de produção de uma história. Quando a gente escreve, é importante reler o que escrevemos para poder melhorar nosso texto, cortar trechos, acrescentar ideias. Quando terminamos de escrever um texto, muitas vezes achamos que está maravilhoso, mas à medida que vamos relendo e trabalhando no texto percebemos que ele fica cada vez melhor. Ele comentou ainda que costuma deixar o texto um pouco de lado depois que ele está "pronto" e volta a mexer nele depois de um tempo e que esse distanciamento ajuda a analisar melhor a história.
É, turma, essas dicas são preciosas! Reler o que escrevemos nos ajuda mesmo a melhorar o nosso texto e pedir a opinião de um outro leitor depois que já fizemos isso também contribui muito!
Termino com uma dica de leitura, o novo livro do Cláudio: "Jura?". Será que é tudo mentira? Leia e descubra!Obrigada, Cláudio por encantar nosso dia com esse encontro!

2 comentários:

  1. Parabéns, Daniela, pelo seu precioso trabalho! Parabéns ao Cláudio, também.
    Que delícia deve ter sido esse encontro com as crianças. Um momento que ficará para sempre.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. que show eu minha amiga adoramos!

    ResponderExcluir